Patrimônio Cultural

A Praça da Liberdade emerge como ponto emblemático da cidade de Belo Horizonte, desde a época da sua construção que data de 1895 a 1897, época também da inauguração da capital mineira projetada pelo engenheiro Aarão Reis.

Construída inicialmente sob a influência do paisagismo inglês naturalista, ela passa por sua primeira grande reforma no ano de 1920, quando adota o estilo francês, inspirado nos jardins de Versailles, por ocasião da importante visita dos reis da Bélgica à Belo Horizonte.

Pela sua localização, situada na convergência das avenidas Cristóvão Colombo, João Pinheiro -antiga Avenida Liberdade-, Brasil e Bias Fortes, a Praça da Liberdade se torna o local favorito dos mineiros e dos turistas que passam pela cidade e pelo Circuito Liberdade.

Disposta simbolicamente no centro de uma arquitetura marcante que reúne construções ecléticas, modernistas e pós-modernista, a Praça da Liberdade é tombada no ano de 1977 pelo IEPHA-MG, como Conjunto Monumental do Centro Cívico do Governo do Estado de Minas Gerais.

A Praça abriga ainda um coreto, as fontes do Cruzeiro, da Ninfa e dos Desejos, grandes palmeiras imperiais em sua Alameda Central -conhecida como Alameda Travessia-, esculturas em mármore carrara e um fato interessante para a história da capital: a instalação do primeiro semáforo da cidade no ano de 1929 que encontra-se ainda em funcionamento em seu local original.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s