Rota Turística "Cozinha Mineira"

A rota da cozinha mineira no Circuito Liberdade está localizada na região central da capital, abraçada pelos limites da Av do Contorno e abrigando alguns dos atrativos mais simbólicos do circuito cultural, como o Mercado Central e o Museu de Artes e Ofícios.

Na rota, os pontos turísticos se unem a estabelecimentos privados que têm a cozinha mineira no seu DNA, criando caminhos e oportunidades de desfrutar nossos sabores aliados à cultura mineira a partir de diversos pontos distintos, mas conectados pela nossa paixão pela comida que é produzida em Minas.

O que tem na rota da cozinha mineira?  

O mapa inicial da rota contém todas ass atrações e estabelecimentos pré selecionados estão distribuídos por pins identificando sua categoria, que podem ser: Museus, Mercados, Botecos, Restaurantes e Cafeterias. 

Os museus representam atrações que não só contam a história de Minas, mas como tem alguma ligação com a cozinha mineira, neles é possível imergir na nossa cultura alimentar através de registros, memórias e histórias. A categoria museus é composta pelo museu de artes e ofícios, que em seu espaço dedicado à conservação e transformação dos alimentos ajudam a contar a história da cozinha mineira. 

Os mercados representam nossos pontos de encontro, uma rota turística dedicada à cozinha mineira, no coração da capital, não deixaria de fora o terceiro melhor mercado do mundo, certo? Corretíssimo, o mercado central de BH é parte integrante do trajeto, e vamos combinar? Uma rota à parte. 

Os restaurantes, botecos e cafeterias representam o contato com a cozinha mineira, seja por meio de seus itens ou pratos típicos. Nesses estabelecimentos é possível saborear o que há de melhor na capital mineira e que mais remete à cozinha mineira. São inicialmente 12 espaços selecionados por meio de parceria com  a associação de bares e restaurantes (ABRASEL) que não só deixam a rota mais robusta como diversificam as possibilidades de trajeto. Vale lembrar que a rota está em expansão e logo esse número de atrativos aumentará!

Como aproveitar a rota? 

Não é à toa que o circuito chama Liberdade, a rota da cozinha mineira, a rota de parques, praças e jardins e as outras que virão, podem ser aproveitadas de acordo com a vontade e com a liberdade de cada um. 

Em um sábado por exemplo você pode começar pela manhã, tomando café em uma das cafeterias completamente mineiras, partir para algum dos museus, ou fazer compras nos mercados, as opções de almoço se dividem entre os bares e os botecos, tem pra todos os gostos, e daí mesmo já dá para emendar a tarde, ou descer para o mercado central, e terminar a noite no charmoso Mercado Novo.

Os apaixonados pelo típico pão de queijo mineiro podem se encontrar nas cafeterias e fazer a rota a parte. Para os cervejeiros de plantão os bares estão de portas abertas. Enfim, o que não falta é opção e liberdade, por aqui estamos curiosos e ansiosos para conhecer os roteiros e caminhos que a rota da cozinha mineira irá proporcionar. 

Aproveite e desfrute das deliciosas opções dessa rota, que foi pensada para os amantes da cozinha mineira.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s