Espaços do Circuito Liberdade apresentam ampla programação virtual em janeiro

Diante do avanço da segunda onda da Covid-19 em Minas Gerais, os equipamentos culturais do Circuito Liberdade e museus sob gestão da Secretaria de Estado e Cultura e Turismo (Secult) intensificaram as atividades on-line para que mineiros, mineiras e gente de todo Brasil possam ter acesso à arte e à cultura durante esse período de isolamento social. O público poderá acompanhar as atrações virtuais pelos perfis do Instagram, Facebook e também pelos canais no YouTube de cada espaço cultural. Há atividades para todos os gostos e idades que podem ser acessadas gratuitamente de casa. 

Espaços culturais privados ou parceiros do Estado que fazem parte do Circuito apresentam ampla programação. Destaque para o Minicurso de Aquarela, que acontece nos próximos dias 15, 22 e 29 de janeiro, pelo canal do Youtube da Casa Fiat de Cultura. Serão apresentadas as noções básicas dessa técnica de pintura. Os vídeos serão disponibilizados sempre às 10h e ministrados pela professora Naira Duarte. Ele é voltado para iniciantes e não há necessidade de inscrições. 

Já por meio do link programacomciencia.org.br, do MMGerdau – Museu das Minas e do Metal, o público pode conferir a Exposição CoMciência: Cristais do Tempo. A definição de um futuro a partir de um presente demasiadamente complexo nos leva a refletir que é necessário pensar um presente mais propositivo, reconstruindo nossa proposta de humanidade e coletividade, sendo a arte e a tecnologia meios legítimos para isso. 

 

Quem gosta de astronomia não pode perder, às quintas-feiras, às 17h, as lives do projeto “Descobrindo o Céu”, no YouTube do Espaço do Conhecimento UFMG, conduzidas pelo Núcleo de Astronomia. O projeto apresenta o céu de Belo Horizonte e ensina a localizar as estrelas e planetas. 

O CCBB BH também está com programação variada, incluindo a peça teatral Na Sala com Clarice, um solo de Odilon Esteves criado durante a quarentena em regime de isolamento físico. Os espectadores escolhem, ao longo da sessão, por enquete eletrônica, a partir das opções preparadas pelo ator, os textos que gostariam de ouvir interpretados. A transmissão é feita da sala do ator para a sala do espectador. Aos moldes de um acontecimento gastronômico, é oferecido ao público um "cardápio literário" com entrada, prato principal e sobremesa, representados pelos contos e crônicas da autora. A peça tem duração de 60 a 90 minutos, variando em função das escolhas do dia. É apresenta ao vivo pela plataforma Zoom, com sessões até 31 de janeiro. Ingressos gratuitos no site da Sympla.

Confira abaixo a programação completa dos espaços culturais:

ESPAÇO DO CONHECIMENTO UFMG

Mostra Universidade Cidade: gestos, afetos e manifestos de urbanidade

Todos os dias, às 19h30 e às 20h30: Projeções na Fachada Digital do Espaço do Conhecimento UFMG (Praça da Liberdade, 700, Funcionários) – conteúdos produzidos pelos Centros Culturais municipais participantes da Mostra.

Terças-feiras, às 17h: Mostrinha – oficinas para o público infanto-juvenil (a partir de 8 anos), realizadas no Zoom. São 18 vagas em cada oficina e crianças até 12 anos devem estar acompanhadas pelos pais ou responsáveis. Inscrições já abertas pela página https://www.ufmg.br/espacodoconhecimento/mostrauniversidadecidade/mostrinha.

12/01 - No meio do caminho tinha uma história
19/01 - Do meu jardim para o mundo
26/01 - Giz e Traço

Quartas-feiras, às 17h: Lives “Contar Histórias”, no YouTube - conteúdos literários apresentados pelas equipes da Rede de Bibliotecas Públicas Municipais da Prefeitura de Belo Horizonte.

13/01 - Do terror ao riso na literatura brasileira 
20/01 - Leituras de Conceição Evaristo 
27/01 - Do chapéu à fita - os muitos modos de contar uma história (leitura do conto "Fita verde no cabelo", de Guimarães Rosa) 

Quintas-feiras, às 17h - Lives do projeto “Descobrindo o Céu”, no YouTube - conduzidas pelo Núcleo de Astronomia do Espaço do Conhecimento. As lives mostram o céu de Belo Horizonte, ensinando a localizar as estrelas e planetas, e ensinam algum tema da astronomia.

07/01 - História da Astronomia em Belo Horizonte
14/01 - O céu perdeu estrelas? É a poluição luminosa! 
21/01 - Astronomia e Belo Horizonte: elementos pelas ruas da cidade 
28/01 - Grupos de Astronomia em Belo Horizonte

Sextas-feiras, às 19h30 - Lives dos Centros Culturais municipais, no YouTube – Apresentações artísticas dos Centros Culturais, com a participação de artistas dos diversos territórios da cidade, com bate-papo e transmissão ao vivo.

08/01 - Gestos e afetos criativos, com Cia Badetes, Duo Afio, Victor Guerra, Rolim, Cia Mineira de Teatro e Henrique Manara
15/01 - Entre cordas, peles, teclas: manifestos musicais, com Marimbando, 80 Rock, Cia Agnes e Super Pamp
22/01 - Infância, afeto e urbanidade, com Cia Gaveta Caída, Wilma de Oliveira, Circo do Sufoco, Cia El Indivíduo e Quintal da Guegué
29/01 - Dirias à Live, com Léo Dirias

MM GERDAU – MUSEU DAS MINAS E DO METAL

Visitas Virtuais Mediadas 

Todas as quartas de janeiro, 10h30 e 14h30, quintas e sextas, 14h30. As visitas terão duração média de 50 minutos e serão traduzidas em LIBRAS. A classificação etária é livre e a plataforma usada será o Google Meet ou o Zoom. Os roteiros serão realizados diretamente dos espaços expográficos do Museu e serão inspirados nas exposições virtuais do nosso perfil no Google Arts&Culture: “Diversidade Mineral”, que apresenta parte do acervo mineral do Museu, e “O Prédio Rosa: patrimônio, memória e arquitetura”, que irão revelar as belezas arquitetônicas de um edifício histórico de 1897.

Inscrições individuais: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfdSZ-ZgVVYxN9HC_mDmO2TRUrz66aAa0gMf6UbRDufFh32Jg/viewform
Inscrições para grupos pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Live “Suplemento Literário - Especial 300 anos de Minas”

Como parte das comemorações dos 300 anos de Minas, o Suplemento Literário de Minas Gerais traz ao público um número especial sobre a literatura em Minas, de Minas e sobre Minas. Para conversar um pouco sobre esta edição comemorativa e colaborativa, teremos uma Live especial no dia 7 de janeiro, às 18h, no canal do YouTube do MM Gerdau, com a mediação do jornalista João Pombo Barile, e nosso convidado especial, o professor Jacyntho Lins Brandão, organizador desta edição comemorativa do Suplemento.

Exposição CoMciência

A Exposição CoMciência: Cristais do tempo pode ser visitada até o dia 14 de março, por meio do link programacomciencia.org.br. Em 2020, a ocupação dos espaços expositivos do MM Gerdau com arte, ciência e tecnologia teve como tema proposto aos artistas “Cristais do tempo: emergências nas fissuras do presente”. A definição de um futuro a partir de um presente demasiadamente complexo nos leva a refletir que é necessário pensar um presente mais propositivo, reconstruindo nossa proposta de humanidade e coletividade, sendo a arte e a tecnologia meios legítimos para isso. 

Live “Bate-papo com Bruno Alencastro sobre projeto Obs-cu-ra - Processos Artísticos na Exposição CoMciência: Cristais de Tempo”

No dia 14 de janeiro, às 18h, no YouTubedo MM Gerdau, um bate-papo especial com Bruno Alencastro, artista responsável pelo projeto Obs-cu-ra, que está presente na Exposição CoMciência: Cristais do Tempo. Bruno irá abordar um pouco dos processos artísticos e principalmente a rede colaborativa que se organizou para a realização da obra. 

Live “Bate-papo com Felipe Carrelli sobre projeto Estrelas no Deserto - Processos Artísticos na Exposição CoMciência: Cristais de Tempo”

No dia 21 de janeiro, às 18h, no YouTube do MM Gerdau, um bate-papo especial com Felipe Carrelli, artista responsável pelo projeto Estrelas no Deserto, que está presente na Exposição CoMciência: Cristais do Tempo. Felipe irá abordar um pouco sobre sua pesquisa do mestrado, o grupo de divulgação de astronomia GalileoMobile, o projeto Amanar,do qual o Estrelas do Deserto faz parte, a experiência do projeto no uso de tecnologias para experiências em realidade virtual e sobre como o resultado alcançado é fruto de um processo de co-criação e pesquisa. 

MEMORIAL MINAS GERAIS VALE

Live Diálogo com os Novos Pesquisadores: Ridalvo Felix, Bárbara Mançanares e Fernanda Coimbra

O Educativo do Memorial Minas Gerais Vale propõe, nos dias 12, 19 e 26 de janeiro de 2021, no canal do YouTube, a série de lives intitulada Diálogos com Novos Pesquisadores. Elas fazem parte do projeto NovosPesquisadores, cujo propósito é transformar teses e dissertações defendidas nos últimos cinco anos, na área das Ciências Humanas, em uma exposição museal. No dia 12/01 receberemos Ridalvo Felix, que falará da sua pesquisa de doutorado que resultou na exposição Ngomas: SaravanoTambus, Peço Licença Pro Meu Canto Firmá; no dia 19/01 é a vez de Bárbara falando da exposição Entramos Nessa Casa Com a Bandeira na Frente, na qual ela traz a Festa do Divino de São Bartolomeu e, por fim, Fernanda Coimbra, com a exposição Coleções de Passagem, na qual ela analisa a coleção de Milton Ferreira. Dias 12, 19 e 26 de janeiro, das 17h às 18h, no site link www.youtube.com/memorialvale.

Magia & Ilusão, com a Família Kradyn

Magia & Ilusão é fruto de uma coletânea de efeitos mágicos que ao longo desses anos foram feitos nos shows. Um espetáculo alegre e divertido recheado de lenços coloridos, água, jornal, papel mesclado com um tema musical vibrante e muito humor sadio e indicado para todas as idades. Integra o projeto Eu, Criança, no Museu! Dia 16 de janeiro, às 15h, pelo canal do Youtube do Memorial Minas Gerais Vale.

Seu DazimConta...,com Keu Freire

Seu DazimConta...é um convite a uma boa prosa sobre lendas brasileiras. Um cafezim, um queijo dos bons, uns minutim de conversa, música com viola caipira e pronto! Seu Dazim propõe que o público embarque junto a ele nas lendas brasileiras e nos mais curiosos causos de que já se ouviu falar. Integra o projeto Eu, Criança, no Museu! De 26 a 29/01, às 11h, pelo canal do Youtube do Memorial Minas Gerais Vale.

Trem Tan Tan: Sambabilolado e Trem Negreiro

Uma síntese dos últimos trabalhos produzidos pelo coletivo, apresentando um repertório recheado de sambas reflexivos, samba romântico e outros que fazem denúncias sociais dos preconceitos vividos pelo cidadão com sofrimento mental, através de funk e samba rock, numa mistura eletrizante de ritmos. Integra o projeto Gerais Cultura de Minas. 31 de janeiro, às 16h, pelo canal do Youtube do Memorial Minas Gerais Vale.

Vamos Fazer Dinossauros?, com João Mota

Você sabia que o território de Minas Gerais muito tempo atrás foi ocupado por dinossauros? Um deles é o Trigonosaurus, que viveu há 70 milhões de anos na região hoje conhecida como Triângulo Mineiro. Os fósseis do Trigonosaurus foram encontrados nos anos 1940. Ele tinha a altura de um elefante e 12m de comprimento, era herbívoro e pesava 10 toneladas! Que tal aprender a fazer esse dinossauro utilizando materiais descartáveis? João ensinará a fazer o Trigonosaurus e também o famoso Tricerátops que viveu nos Estados Unidos. Dias 17 e 24/01, às 10h, pelo canal do Youtube do Memorial Minas Gerais Vale.

Deixa que a Gente Conta!, com Raysner de Paula

E se criássemos um espaço de invenção e contação de histórias, protagonizado por diferentes crianças? Onde elas mesmas criassem, contassem, recontassem, reelaborassem diversas narrativas num encontro criativo de partilha e de escuta? Deixa que a Gente Conta é uma ação artística concebida pelo artista-pesquisador Raysner de Paula que prima pelo convívio com crianças de 6 a 11 anos, entremeada pela ação de criar, ouvir, reinventar e reelaborar narrativas a partir de diferentes dispositivos criativos. Ou seja: durante o tempo no qual crianças e o artista estiverem juntos, serão criadas e performadas diferentes histórias, situações, diálogos e personagens, a partir de diversos “pontos de partida”. Assim, ao longo da ação, as crianças experimentarão diferentes jogos e brincadeiras nos quais ocuparão os lugares de criadores, narradores e ouvintes de narrativas surgidas nos encontros. Dias 18, 20, 22, 25 e 27/01 (turmas diferentes), das 16h às 17h30. 15 vagas por turma. Faixa etária: 6 a 11 anos. Os encontros serão on-line pela plataforma Google Meet e será necessária a inscrição pelo telefone: 31 3343-7317.

Corpo em Memória, com Fernanda Signorini

A oficina propõe o início de uma autoinvestigação pessoal a partir das memórias armazenadas no corpo. Já é sabido que no corpo estão inscritas todas as nossas memórias, e essa é uma proposta para se autoperceber e reconhecer o reflexo da nossa história e como ela  interage em nosso corpo físico, mental e emocional. Por meio de uma sequência de práticas vamos aguçando as lembranças e estimulando a nossa capacidade de sentir, abrindo a escuta de um corpo vivo para identificar e acolher nossa expressão autêntica. Os exercícios são baseados na metodologia Corpo Alquímico, com referência no teatro, na dança e nas psicoterapias corporais, em que a proposta é que todas as pessoas possam vivenciar o trabalho corporal como parte primordial para a saúde e o bem-estar de maneira integral. 20 vagas por turma

Faixa etária: a partir dos 16 anos. Os encontros serão on-line pela plataforma Google Meet e Será necessária a inscrição pelo telefone: 31 3343-7317. 21e 28/01 (turmas diferentes), das 10h às 12h.

Oficina Carrancuda, com Júlia Mendes

Vinda das águas do São Francisco, essa prima das carrancas é poderosa. Com sua esquisitice, afasta de casa os maus espíritos, os pesadelos e o olho gordo. Nessa oficina, usando massinha caseira e objetos diversos encontrados pela casa, cada um cria sua carrancuda, personagem-objeto com poder de proteção. Cria-se primeiro a base de massinha caseira. Modela-se uma esfera e então é hora de enfeitar com o que se tem: botões, folhas, galhinhos, trecos, miudezas, pedaço de coisa, macarrão, flor seca, tampinha, brinco sem par... 23/01, às 10h, pelo youtube. 

MeuBaobá

Você já ouviu falar de uma árvore chamada Embondeiro? Conhecida como árvore da vida ou árvore do conhecimento, ela é também chamada de Baobá. E que tal poder ter uma versão mini dela com você? Através de um vídeo apresentado de forma lúdica, o Educativo do Memorial Minas Gerais Vale convida as crianças a conhecerem um pouco da história dessa curiosa árvore, tão simbólica na cultura africana e afro-brasileira, e a soltarem a criatividade para montar sua versão de um mini Baobá, que será disponibilizado no youtube do Memorial. 31/01, às 10h.

Exposição Coleções de Passagem, de Fernanda Coimbra

Pode ser vista pelo site www.memorialvale.com.br até 28 de fevereiro. O projeto da exposição Coleções de Passagem foi desenvolvido a partir da pesquisa de mestrado da artista visual Fernanda Coimbra. O trabalho consistiu na análise do processo de construção de coleções pessoais, tendo como objeto de estudo a casa do colecionador Milton Ferreira, localizada no interior da cidade de Arcos, em Minas Gerais. A residência abriga diversas coleções relacionadas à memória pessoal do colecionador, remetendo também a uma memória coletiva da família e dos moradores de sua cidade natal, Arcos. Integra o projeto Novos Pesquisadores, do Educativo MMGV.

Exposição Bruma, por Angelo Mazzuchelli Garcia (Fotografia)

A exposição pode ser vista no site www.memorialvale.com.br até 22 de janeiro.  Bruma é uma série de fotografias tratadas digitalmente que registram uma modelo usando uma peça em papel, denominada véu tipográfico. A repetição da palavra bruma gera uma padronagem que forma o véu. A referência visual são antigos cartões postais fotográficos. Integra o projeto Mostra de Fotografia. 

Circo Imagético - Trapézio - Chica da Silva, por Liz Monteiro (Circo)

A exposição pode ser vista no site www.memorialvale.com.br até 15 de janeiro. Série de registros fotográficos de uma cenacircense de trapézio solo inspirada em Chica da Silva. Em um trapézio, Liz Monteiro retrata e transcorre sobre Chica da Silva, grande personalidade históricada cultura local, que fez história e se tornou um grande símbolo cultural do país. A montagem ea documentação das imagens estão sendo realizadas em Milho Verde, subdistrito de Serro-MG, cidade ondenasceu Chica da Silva. Integra o projeto Gerais Cultura de Minas / Mostra de Fotografia.

Ngomas: SaravanoTambus, Peço Licença pra Meu Canto Firmá, por Ridalvo Félix

A exposição pode ser vista no site www.memorialvale.com.br até 31 de janeiro. Ngoma,termo encontrado na língua kimbundo, significa tambor. É utilizado nas tradições afro-brasileiras de matrizes Bantu para se referir aos tambores e às expressões de cantantes dançantes. O tambor é feito de tronco de árvore escavado, coberto com pele de animal, e sua afinação é realizada numa fogueira. Aqui, os ngomas confluem expressões que matizam e geram cantos dançados. A intenção dessa expografia (e afrografias) é entoar nossos constructos sistêmicos e epistêmicos a partir das Famílias de Ngomas dos Candombes mineiros, em que as espirais do tempo/espaço traduzem modos de ser/estar em cada uma delas. Integra o Projeto Novos Pesquisadores, do Educativo MMGV.

Entramos Nessa Casa Com a Bandeira na Frente, por Bárbara mançanares

A exposição pode ser vista no site www.memorialvale.com.br até 31 de janeiro. A exposição traz ao ambiente virtual do Memorial a Festa do Divino realizada em São Bartolomeu, distrito de Ouro Preto. Apresenta diversas leituras do sagrado existentes em um “museu imaginado” articulando religiosidade, manifestações do sagrado às categorias de patrimônio e museu. Colocando o distrito de São Bartolomeu como um museu à céu aberto, e a Festa do Divino, como acervo performático. Aexposição integra o projetoNovosPesquisadores, do Educativo MMGV.

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

Visitas Virtuais

Visitas virtuais pelo prédio e exposições, mostras de cinema 100% on line, Lives shows, catálogos digitais, detalhes e curiosidades sobre os projetos podem ser conferidos na tela do seu computador ou celular. Tudo para que esse período atual de atenção e recolhimento seja o mais tranquilo possível, com arte e cultura. Passeio virtual no Google Arts & Culture.

Exposições

 Egito Antigo: do cotidiano à eternidade

Exposição inédita sobre o Egito Antigo, considerada uma das mais importantes civilizações da história da humanidade. Por meio de um amplo panorama sobre o cotidiano, a religiosidade e os costumes ligados à crença na eternidade, a seleção de obras para o CCBB reúne esculturas, pinturas, objetos, sarcófagos e até uma múmia, vindos do Museu Egípcio de Turim, segundo maior acervo egípcio do mundo. Curadoria de Paolo Marini e Pieter Tjabbes. Para Tour Virtual, Catálogo digital, Webinares, visite: https://www.bb.com.br/cultura.

 Ivan Serpa – A Expressão do Concreto

Retrospectiva completa sobre a vida e o legado do artista carioca, referência na história da arte brasileira moderna e contemporânea. Por meio de obras oriundas de diversas coleções, serão mostradas várias fases do pintor e sua multiplicidade estética e técnica, com importantes pinturas do período concretista, peças de caráter expressionista, da fase Negra, em que o artista preferia denominar Crepuscular, obras das fases Op-erótica, Amazônica e Mangueira, terminando com a fase Geomântica, que revelam um aspecto místico do pintor. Curadoria: Hélio Márcio Dias Ferreira e Marcus de Lontra Costa. Para visita virtual e webinar, visite: https://www.bb.com.br/cultura.

Playlists no Spotify

Iniciativa dos Centros Culturais Banco do Brasil em propor atividades culturais, como a escuta musical, enquanto não se pôde frequentar seus espaços.  As playlists, inspiradas em projetos apresentados nos CCBBs, estão disponibilizadas no perfil do Banco do Brasil no Spotify, que pode ser acessado pelo link: https://open.spotify.com/user/bancodobrasil.

Teatro 

Na Sala com Clarice

A peça literária é um solo de Odilon Esteves e foi criado durante a quarentena em regime de isolamento físico. Os espectadores escolhem, ao longo da sessão, por enquete eletrônica, a partir das opções preparadas pelo ator, os textos que gostariam de ouvir interpretados. A transmissão é feita da sala do ator para a sala do espectador. Aos moldes de um acontecimento gastronômico, é oferecido ao público um "cardápio literário" com entrada, prato principal e sobremesa, representados pelos contos e crônicas da autora. Serão oferecidas 15 opções para cinco serem escolhidas e apresentadas na sequência. A peça tem duração de 60 a 90 minutos, variando em função das escolhas do dia.A cada rodada da apresentação, alternam os elementos oferecidos ao público para estimular sua escolha: leitura de pequenos trechos; apresentação das sinopses; exposição de objetos relacionados aos textos, sem que o público conheça sequer seus títulos. Será apresentado ao vivo pela plataforma Zoom até 31 de janeiro de 2021. Ingressos gratuitos no site da Sympla.

CASA FIAT DE CULTURA

Exposição Sagoma

Paisagens naturais e artificiais são retratadas e ressignificadas em obras pictóricas e instalações que prezam pela representação dos contornos das inspirações. A escolha do título da exposição, “SAGOMA”, de Henrique Detomi, reflete o significado da palavra italiana, “silhueta”, que, para o artista, reproduz de forma subjetiva e conceitual os lugares onde sua contemplação e sua observação inspiraram as peças produzidas. As obras revelam a visão do artista sobre a interação entre o homem e a natureza e a forma como ele ocupa os espaços, com foco no desenho natural da vegetação e relevo. A exposição poderá ser vista de 26 de janeiro a 15 de março em conteúdos que serão produzidos para redes sociais e YouTube, além de mediações virtuais. Haverá um bate papo ao vivo no dia 26, às 19h pelo YouTube

Encontros com o Patrimônio

Belo Horizonte: uma cidade, um ideal - a vocação mineira para a modernidade impressa nas ruas de BH. No dia 24 de janeiro, das 11h às 12h30, pelo Youtube. Em comemoração aos 300 anos de Minas, o Encontros com o Patrimônio retoma a tradição dos passeios pela cidade, mas agora em um percurso virtual. A história do estado, com sua característica empreendedora e a busca pelo futuro e pela modernidade, poderá ser percebida em algumas edificações. A jornada começa no Parque Municipal Américo Renné Giannetti, em frente ao Automóvel Clube, e segue pela Av. João Pinheiro, passando pelo Museu Mineiro e pelo Arquivo Público Mineiro até chegar na Praça da Liberdade e na Casa Fiat de Cultura, diante do painel “Civilização Mineira”, de Candido Portinari. Serão destacados alguns aspectos históricos das edificações selecionadas e, ao final, acontece um bate-papo com a historiadora e coordenadora do Programa Educativo da Casa Fiat de Cultura, Clarita Gonzaga. Inscrições gratuitas pela Sympla.

Dia do Quadrinho Nacional - Relançamento do e-book “Amor em Tempos Modernos”

30 de janeiro, pelo site da Casa Fiat de Cultura. Em comemoração ao Dia do Quadrinho Nacional, vamos compartilhar o e-book "Amor em Tempos Modernos", que foi produzido especialmente para a primeira exposição virtual da Casa Fiat de Cultura. Essa produção artística foi criada para celebrar algumas das coisas mais importantes da vida: as relações, os amores e os afetos. O e-book reúne as cinco HQs criadas especialmente para a Casa Fiat de Cultura pelas quadrinistas Carol Rossetti, Laura Athayde, Line Lemos, Lu Cafaggi e Rebeca Prado.

Minicurso de Aquarela

Acontece nos próximos dias 8, 15, 22 e 29 de janeiro, pelo canal do Youtube da Casa Fiat de Cultura, o Minicurso de Aquarela. Serão apresentadas as noções básicas dessa técnica de pintura, que é feita em camadas. Delicadeza, paciência e precisão são características importantes para se trabalhar com aquarelas. A técnica milenar permite que a transparência das cores seja preservada, construindo um diálogo com o branco do papel e surpreendendo pela mistura das tintas aguadas, que resultam em matizes e tons inusitados. Os vídeos serão disponibilizados sempre às 10h e ministrados pela professora Naira Duarte. Ele é voltado para iniciantes e não há necessidade de inscrições. 

BIBLIOTECA PÚBLICA ESTADUAL DE MINAS GERAIS

Tempo para Ler

O “Tempo Para Ler” é uma ação de incentivo à leitura desenvolvida pelo Setor Braille da Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais e coordenada pelas voluntárias Annette Souza e Marília Marques. O projeto tem objetivo de promover e incentivar a leitura de textos literários entre as pessoas com deficiência e sem deficiência. O encontro será realizado virtualmente no dia 19 de janeiro, quando haverá leitura do conto “O espelho”, de Machado de Assis. O Encontro acontecerá por meio da plataforma Google Meet. A sala estará aberta a partir das 13h45min neste link: https://meet.google.com/gtb-friy-jrq. Não é necessário fazer inscrição prévia. Informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.; Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.; ou WhatsApp: 98675-0251.

Confira aqui os perfis das redes sociais dos espaços da Secult no Circuito Liberdade:

Centro de Arte Popular

Facebook: /centrodeartepopular e Instagram: @centrodeartepopular

Museu Mineiro

Facebook: /museumineiro.mg e Instagram: @museumineiro

Museu dos Militares Mineiros

Facebook: /museudosmilitaresmineiros e Instagram: @museudosmilitaresmineiros/

Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais 

Facebook: /bibliotecapublicaestadualmg e Instagram: @bibliotecaestadualmg 

 

 

Diante do avanço da segunda onda da Covid-19 em Minas Gerais, os equipamentos culturais do Circuito Liberdade e museus sob gestão da Secretaria de Estado e Cultura e Turismo (Secult) intensificaram as atividades on-line para que mineiros, mineiras e gente de todo Brasil possam ter acesso à arte e à cultura durante esse período de isolamento social. O público poderá acompanhar as atrações virtuais pelos perfis do Instagram, Facebook e também pelos canais no YouTube de cada espaço cultural. Há atividades para todos os gostos e idades que podem ser acessadas gratuitamente de casa.

Espaços culturais privados ou parceiros do Estado que fazem parte do Circuito apresentam ampla programação. Destaque para o Minicurso de Aquarela, que acontece nos próximos dias 15, 22 e 29 de janeiro, pelo canal do Youtube da Casa Fiat de Cultura. Serão apresentadas as noções básicas dessa técnica de pintura. Os vídeos serão disponibilizados sempre às 10h e ministrados pela professora Naira Duarte. Ele é voltado para iniciantes e não há necessidade de inscrições. 

Já por meio do link programacomciencia.org.br, do MMGerdau – Museu das Minas e do Metal, o público pode conferir a Exposição CoMciência: Cristais do Tempo. A definição de um futuro a partir de um presente demasiadamente complexo nos leva a refletir que é necessário pensar um presente mais propositivo, reconstruindo nossa proposta de humanidade e coletividade, sendo a arte e a tecnologia meios legítimos para isso.

Quem gosta de astronomia não pode perder, às quintas-feiras, às 17h, as lives do projeto “Descobrindo o Céu”, no YouTube do Espaço do Conhecimento UFMG, conduzidas pelo Núcleo de Astronomia. O projeto apresenta o céu de Belo Horizonte e ensina a localizar as estrelas e planetas.

CCBB BH também está com programação variada, incluindo a peça teatral Na Sala com Clarice, um solo de Odilon Esteves criado durante a quarentena em regime de isolamento físico. Os espectadores escolhem, ao longo da sessão, por enquete eletrônica, a partir das opções preparadas pelo ator, os textos que gostariam de ouvir interpretados. A transmissão é feita da sala do ator para a sala do espectador. Aos moldes de um acontecimento gastronômico, é oferecido ao público um "cardápio literário" com entrada, prato principal e sobremesa, representados pelos contos e crônicas da autora. A peça tem duração de 60 a 90 minutos, variando em função das escolhas do dia. É apresenta ao vivo pela plataforma Zoom, com sessões até 31 de janeiro. Ingressos gratuitos no site da Sympla.

Confira abaixo a programação completa dos espaços culturais:

BIBLIOTECA PÚBLICA ESTADUAL DE MINAS GERAIS

  • Tempo para Ler

O “Tempo Para Ler” é uma ação de incentivo à leitura desenvolvida pelo Setor Braille da Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais e coordenada pelas voluntárias Annette Souza e Marília Marques. O projeto tem objetivo de promover e incentivar a leitura de textos literários entre as pessoas com deficiência e sem deficiência. O encontro será realizado virtualmente no dia 19 de janeiro, quando haverá leitura do conto “O espelho”, de Machado de Assis. O Encontro acontecerá por meio da plataforma Google Meet. A sala estará aberta a partir das 13h45min neste link: https://meet.google.com/gtb-friy-jrq. Não é necessário fazer inscrição prévia. Informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.; ou WhatsApp: 98675-0251;

ESPAÇO DO CONHECIMENTO UFMG

  • Mostra Universidade Cidade: gestos, afetos e manifestos de urbanidade

Todos os dias, às 19h30 e às 20h30: Projeções na Fachada Digital do Espaço do Conhecimento UFMG (Praça da Liberdade, 700, Funcionários) – conteúdos produzidos pelos Centros Culturais municipais participantes da Mostra.

Terças-feiras, às 17h: Mostrinha – oficinas para o público infanto-juvenil (a partir de 8 anos), realizadas no Zoom. São 18 vagas em cada oficina e crianças até 12 anos devem estar acompanhadas pelos pais ou responsáveis. Inscrições já abertas pela página https://www.ufmg.br/espacodoconhecimento/mostrauniversidadecidade/mostrinha.

12/01 - No meio do caminho tinha uma história

19/01 - Do meu jardim para o mundo

26/01 - Giz e Traço

Quartas-feiras, às 17h: Lives “Contar Histórias”, no YouTube - conteúdos literários apresentados pelas equipes da Rede de Bibliotecas Públicas Municipais da Prefeitura de Belo Horizonte.

13/01 - Do terror ao riso na literatura brasileira 

20/01 - Leituras de Conceição Evaristo 

27/01 - Do chapéu à fita - os muitos modos de contar uma história (leitura do conto "Fita verde no cabelo", de Guimarães Rosa) 

Quintas-feiras, às 17h - Lives do projeto “Descobrindo o Céu”, no YouTube - conduzidas pelo Núcleo de Astronomia do Espaço do Conhecimento. As lives mostram o céu de Belo Horizonte, ensinando a localizar as estrelas e planetas, e ensinam algum tema da astronomia.

07/01 - História da Astronomia em Belo Horizonte

14/01 - O céu perdeu estrelas? É a poluição luminosa! 

21/01 - Astronomia e Belo Horizonte: elementos pelas ruas da cidade 

28/01 - Grupos de Astronomia em Belo Horizonte

Sextas-feiras, às 19h30 - Lives dos Centros Culturais municipais, no YouTube – Apresentações artísticas dos Centros Culturais, com a participação de artistas dos diversos territórios da cidade, com bate-papo e transmissão ao vivo.

08/01 - Gestos e afetos criativos, com Cia Badetes, Duo Afio, Victor Guerra, Rolim, Cia Mineira de Teatro e Henrique Manara

15/01 - Entre cordas, peles, teclas: manifestos musicais, com Marimbando, 80 Rock, Cia Agnes e Super Pamp

22/01 - Infância, afeto e urbanidade, com Cia Gaveta Caída, Wilma de Oliveira, Circo do Sufoco, Cia El Indivíduo e Quintal da Guegué

29/01 - Dirias à Live, com Léo Dirias

MM GERDAU – MUSEU DAS MINAS E DO METAL

  • Visitas Virtuais Mediadas

Todas as quartas de janeiro, 10h30 e 14h30, quintas e sextas, 14h30. As visitas terão duração média de 50 minutos e serão traduzidas em LIBRAS. A classificação etária é livre e a plataforma usada será o Google Meet ou o Zoom. Os roteiros serão realizados diretamente dos espaços expográficos do Museu e serão inspirados nas exposições virtuais do nosso perfil no Google Arts&Culture: “Diversidade Mineral”, que apresenta parte do acervo mineral do Museu, e “O Prédio Rosa: patrimônio, memória e arquitetura”, que irão revelar as belezas arquitetônicas de um edifício histórico de 1897.

Inscrições individuais: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfdSZ-ZgVVYxN9HC_mDmO2TRUrz66aAa0gMf6UbRDufFh32Jg/viewform

Inscrições para grupos pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

  • Live “Suplemento Literário - Especial 300 anos de Minas”

Como parte das comemorações dos 300 anos de Minas, o Suplemento Literário de Minas Gerais traz ao público um número especial sobre a literatura em Minas, de Minas e sobre Minas. Para conversar um pouco sobre esta edição comemorativa e colaborativa, teremos uma Live especial no dia 7 de janeiro, às 18h, no canal do YouTube do MM Gerdau, com a mediação do jornalista João Pombo Barile, e nosso convidado especial, o professor Jacyntho Lins Brandão, organizador desta edição comemorativa do Suplemento.

  • Exposição CoMciência

A Exposição CoMciência: Cristais do tempo pode ser visitada até o dia 14 de março, por meio do link programacomciencia.org.br. Em 2020, a ocupação dos espaços expositivos do MM Gerdau com arte, ciência e tecnologia teve como tema proposto aos artistas “Cristais do tempo: emergências nas fissuras do presente”. A definição de um futuro a partir de um presente demasiadamente complexo nos leva a refletir que é necessário pensar um presente mais propositivo, reconstruindo nossa proposta de humanidade e coletividade, sendo a arte e a tecnologia meios legítimos para isso.

  • Live “Bate-papo com Bruno Alencastro sobre projeto Obs-cu-ra - Processos Artísticos na Exposição CoMciência: Cristais de Tempo”

No dia 14 de janeiro, às 18h, no YouTubedo MM Gerdau, um bate-papo especial com Bruno Alencastro, artista responsável pelo projeto Obs-cu-ra, que está presente na Exposição CoMciência: Cristais do Tempo. Bruno irá abordar um pouco dos processos artísticos e principalmente a rede colaborativa que se organizou para a realização da obra. 

  • Live “Bate-papo com Felipe Carrelli sobre projeto Estrelas no Deserto - Processos Artísticos na Exposição CoMciência: Cristais de Tempo”

No dia 21 de janeiro, às 18h, no YouTube do MM Gerdau, um bate-papo especial com Felipe Carrelli, artista responsável pelo projeto Estrelas no Deserto, que está presente na Exposição CoMciência: Cristais do Tempo. Felipe irá abordar um pouco sobre sua pesquisa do mestrado, o grupo de divulgação de astronomia GalileoMobile, o projeto Amanar,do qual o Estrelas do Deserto faz parte, a experiência do projeto no uso de tecnologias para experiências em realidade virtual e sobre como o resultado alcançado é fruto de um processo de co-criação e pesquisa. 

MEMORIAL MINAS GERAIS VALE

  • Live Diálogo com os Novos Pesquisadores: Ridalvo Felix, Bárbara Mançanares e Fernanda Coimbra

O Educativo do Memorial Minas Gerais Vale propõe, nos dias 12, 19 e 26 de janeiro de 2021, no canal do YouTube, a série de lives intitulada Diálogos com Novos Pesquisadores. Elas fazem parte do projeto NovosPesquisadores, cujo propósito é transformar teses e dissertações defendidas nos últimos cinco anos, na área das Ciências Humanas, em uma exposição museal. No dia 12/01 receberemos Ridalvo Felix, que falará da sua pesquisa de doutorado que resultou na exposição Ngomas: SaravanoTambus, Peço Licença Pro Meu Canto Firmá; no dia 19/01 é a vez de Bárbara falando da exposição Entramos Nessa Casa Com a Bandeira na Frente, na qual ela traz a Festa do Divino de São Bartolomeu e, por fim, Fernanda Coimbra, com a exposição Coleções de Passagem, na qual ela analisa a coleção de Milton Ferreira. Dias 12, 19 e 26 de janeiro, das 17h às 18h, no site link www.youtube.com/memorialvale.

  • Magia & Ilusão, com a Família Kradyn

Magia & Ilusão é fruto de uma coletânea de efeitos mágicos que ao longo desses anos foram feitos nos shows. Um espetáculo alegre e divertido recheado de lenços coloridos, água, jornal, papel mesclado com um tema musical vibrante e muito humor sadio e indicado para todas as idades. Integra o projeto Eu, Criança, no Museu! Dia 16 de janeiro, às 15h, pelo canal do Youtube do Memorial Minas Gerais Vale.

  • Seu DazimConta...,com Keu Freire

Seu DazimConta...é um convite a uma boa prosa sobre lendas brasileiras. Um cafezim, um queijo dos bons, uns minutim de conversa, música com viola caipira e pronto! Seu Dazim propõe que o público embarque junto a ele nas lendas brasileiras e nos mais curiosos causos de que já se ouviu falar. Integra o projeto Eu, Criança, no Museu! De 26 a 29/01, às 11h, pelo canal do Youtube do Memorial Minas Gerais Vale.

  • Trem Tan Tan: Sambabilolado e Trem Negreiro

Uma síntese dos últimos trabalhos produzidos pelo coletivo, apresentando um repertório recheado de sambas reflexivos, samba romântico e outros que fazem denúncias sociais dos preconceitos vividos pelo cidadão com sofrimento mental, através de funk e samba rock, numa mistura eletrizante de ritmos. Integra o projeto Gerais Cultura de Minas. 31 de janeiro, às 16h, pelo canal do Youtube do Memorial Minas Gerais Vale.

  • Vamos Fazer Dinossauros?, com João Mota

Você sabia que o território de Minas Gerais muito tempo atrás foi ocupado por dinossauros? Um deles é o Trigonosaurus, que viveu há 70 milhões de anos na região hoje conhecida como Triângulo Mineiro. Os fósseis do Trigonosaurus foram encontrados nos anos 1940. Ele tinha a altura de um elefante e 12m de comprimento, era herbívoro e pesava 10 toneladas! Que tal aprender a fazer esse dinossauro utilizando materiais descartáveis? João ensinará a fazer o Trigonosaurus e também o famoso Tricerátops que viveu nos Estados Unidos. Dias 17 e 24/01, às 10h, pelo canal do Youtube do Memorial Minas Gerais Vale.

  • Deixa que a Gente Conta!, com Raysner de Paula

E se criássemos um espaço de invenção e contação de histórias, protagonizado por diferentes crianças? Onde elas mesmas criassem, contassem, recontassem, reelaborassem diversas narrativas num encontro criativo de partilha e de escuta? Deixa que a Gente Conta é uma ação artística concebida pelo artista-pesquisador Raysner de Paula que prima pelo convívio com crianças de 6 a 11 anos, entremeada pela ação de criar, ouvir, reinventar e reelaborar narrativas a partir de diferentes dispositivos criativos. Ou seja: durante o tempo no qual crianças e o artista estiverem juntos, serão criadas e performadas diferentes histórias, situações, diálogos e personagens, a partir de diversos “pontos de partida”. Assim, ao longo da ação, as crianças experimentarão diferentes jogos e brincadeiras nos quais ocuparão os lugares de criadores, narradores e ouvintes de narrativas surgidas nos encontros. Dias 18, 20, 22, 25 e 27/01 (turmas diferentes), das 16h às 17h30. 15 vagas por turma. Faixa etária: 6 a 11 anos. Os encontros serão on-line pela plataforma Google Meet e será necessária a inscrição pelo telefone: 31 3343-7317.

  • Corpo em Memória, com Fernanda Signorini

A oficina propõe o início de uma autoinvestigação pessoal a partir das memórias armazenadas no corpo. Já é sabido que no corpo estão inscritas todas as nossas memórias, e essa é uma proposta para se autoperceber e reconhecer o reflexo da nossa história e como ela  interage em nosso corpo físico, mental e emocional. Por meio de uma sequência de práticas vamos aguçando as lembranças e estimulando a nossa capacidade de sentir, abrindo a escuta de um corpo vivo para identificar e acolher nossa expressão autêntica. Os exercícios são baseados na metodologia Corpo Alquímico, com referência no teatro, na dança e nas psicoterapias corporais, em que a proposta é que todas as pessoas possam vivenciar o trabalho corporal como parte primordial para a saúde e o bem-estar de maneira integral. 20 vagas por turma

Faixa etária: a partir dos 16 anos. Os encontros serão on-line pela plataforma Google Meet e Será necessária a inscrição pelo telefone: 31 3343-7317. 21e 28/01 (turmas diferentes), das 10h às 12h.

  • Oficina Carrancuda, com Júlia Mendes

Vinda das águas do São Francisco, essa prima das carrancas é poderosa. Com sua esquisitice, afasta de casa os maus espíritos, os pesadelos e o olho gordo. Nessa oficina, usando massinha caseira e objetos diversos encontrados pela casa, cada um cria sua carrancuda, personagem-objeto com poder de proteção. Cria-se primeiro a base de massinha caseira. Modela-se uma esfera e então é hora de enfeitar com o que se tem: botões, folhas, galhinhos, trecos, miudezas, pedaço de coisa, macarrão, flor seca, tampinha, brinco sem par... 23/01, às 10h, pelo youtube.

  • MeuBaobá

Você já ouviu falar de uma árvore chamada Embondeiro? Conhecida como árvore da vida ou árvore do conhecimento, ela é também chamada de Baobá. E que tal poder ter uma versão mini dela com você? Através de um vídeo apresentado de forma lúdica, o Educativo do Memorial Minas Gerais Vale convida as crianças a conhecerem um pouco da história dessa curiosa árvore, tão simbólica na cultura africana e afro-brasileira, e a soltarem a criatividade para montar sua versão de um mini Baobá, que será disponibilizado no youtube do Memorial. 31/01, às 10h.

  • Exposição Coleções de Passagem, de Fernanda Coimbra

Pode ser vista pelo site www.memorialvale.com.br até 28 de fevereiro. O projeto da exposição Coleções de Passagem foi desenvolvido a partir da pesquisa de mestrado da artista visual Fernanda Coimbra. O trabalho consistiu na análise do processo de construção de coleções pessoais, tendo como objeto de estudo a casa do colecionador Milton Ferreira, localizada no interior da cidade de Arcos, em Minas Gerais. A residência abriga diversas coleções relacionadas à memória pessoal do colecionador, remetendo também a uma memória coletiva da família e dos moradores de sua cidade natal, Arcos. Integra o projeto Novos Pesquisadores, do Educativo MMGV.

  • Exposição Bruma, por Angelo Mazzuchelli Garcia (Fotografia)

A exposição pode ser vista no site www.memorialvale.com.br até 22 de janeiro.  Bruma é uma série de fotografias tratadas digitalmente que registram uma modelo usando uma peça em

papel, denominada véu tipográfico. A repetição da palavra bruma gera uma padronagem que forma o véu. A referência visual são antigos cartões postais fotográficos. Integra o projeto Mostra de Fotografia.

  • Circo Imagético - Trapézio - Chica da Silva, por Liz Monteiro (Circo)

A exposição pode ser vista no site www.memorialvale.com.br até 15 de janeiro. Série de registros fotográficos de uma cenacircense de trapézio solo inspirada em Chica da Silva. Em um trapézio, Liz Monteiro retrata e transcorre sobre Chica da Silva, grande personalidade históricada cultura local, que fez história e se tornou um grande símbolo cultural do país. A montagem ea documentação das imagens estão sendo realizadas em Milho Verde, subdistrito de Serro-MG, cidade ondenasceu Chica da Silva. Integra o projeto Gerais Cultura de Minas / Mostra de Fotografia.

  • Ngomas: SaravanoTambus, Peço Licença pra Meu Canto Firmá, por Ridalvo Félix

A exposição pode ser vista no site www.memorialvale.com.br até 31 de janeiro. Ngoma,termo encontrado na língua kimbundo, significa tambor. É utilizado nas tradições afro-brasileiras de matrizes Bantu para se referir aos tambores e às expressões de cantantes dançantes. O tambor é feito de tronco de árvore escavado, coberto com pele de animal, e sua afinação é realizada numa fogueira. Aqui, os ngomas confluem expressões que matizam e geram cantos dançados. A intenção dessa expografia (e afrografias) é entoar nossos constructos sistêmicos e epistêmicos a partir das Famílias de Ngomas dos Candombes mineiros, em que as espirais do tempo/espaço traduzem modos de ser/estar em cada uma delas. Integra o Projeto Novos Pesquisadores, do Educativo MMGV.

  • Entramos Nessa Casa Com a Bandeira na Frente, por Bárbara mançanares

A exposição pode ser vista no site www.memorialvale.com.br até 31 de janeiro. A exposição traz ao ambiente virtual do Memorial a Festa do Divino realizada em São Bartolomeu, distrito de Ouro Preto. Apresenta diversas leituras do sagrado existentes em um “museu imaginado” articulando religiosidade, manifestações do sagrado às categorias de patrimônio e museu. Colocando o distrito de São Bartolomeu como um museu à céu aberto, e a Festa do Divino, como acervo performático. Aexposição integra o projetoNovosPesquisadores, do Educativo MMGV.

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

  • Visitas Virtuais

Visitas virtuais pelo prédio e exposições, mostras de cinema 100% on line, Lives shows, catálogos digitais, detalhes e curiosidades sobre os projetos podem ser conferidos na tela do seu computador ou celular. Tudo para que esse período atual de atenção e recolhimento seja o mais tranquilo possível, com arte e cultura. Passeio virtual no Google Arts & Culture.

  • Exposições

Egito Antigo: do cotidiano à eternidade

Exposição inédita sobre o Egito Antigo, considerada uma das mais importantes civilizações da história da humanidade. Por meio de um amplo panorama sobre o cotidiano, a religiosidade e os costumes ligados à crença na eternidade, a seleção de obras para o CCBB reúne esculturas, pinturas, objetos, sarcófagos e até uma múmia, vindos do Museu Egípcio de Turim, segundo maior acervo egípcio do mundo. Curadoria de Paolo Marini e Pieter Tjabbes. Para Tour Virtual, Catálogo digital, Webinares, visite: https://www.bb.com.br/cultura.

 Ivan Serpa – A Expressão do Concreto

Retrospectiva completa sobre a vida e o legado do artista carioca, referência na história da arte brasileira moderna e contemporânea. Por meio de obras oriundas de diversas coleções, serão mostradas várias fases do pintor e sua multiplicidade estética e técnica, com importantes pinturas do período concretista, peças de caráter expressionista, da fase Negra, em que o artista preferia denominar Crepuscular, obras das fases Op-erótica, Amazônica e Mangueira, terminando com a fase Geomântica, que revelam um aspecto místico do pintor. Curadoria: Hélio Márcio Dias Ferreira e Marcus de Lontra Costa. Para visita virtual e webinar, visite: https://www.bb.com.br/cultura.

  • Playlists no Spotify

Iniciativa dos Centros Culturais Banco do Brasil em propor atividades culturais, como a escuta musical, enquanto não se pôde frequentar seus espaços.  As playlists, inspiradas em projetos apresentados nos CCBBs, estão disponibilizadas no perfil do Banco do Brasil no Spotify, que pode ser acessado pelo link: https://open.spotify.com/user/bancodobrasil.

  • Teatro

Na Sala com Clarice

A peça literária é um solo de Odilon Esteves e foi criado durante a quarentena em regime de isolamento físico. Os espectadores escolhem, ao longo da sessão, por enquete eletrônica, a partir das opções preparadas pelo ator, os textos que gostariam de ouvir interpretados. A transmissão é feita da sala do ator para a sala do espectador. Aos moldes de um acontecimento gastronômico, é oferecido ao público um "cardápio literário" com entrada, prato principal e sobremesa, representados pelos contos e crônicas da autora. Serão oferecidas 15 opções para cinco serem escolhidas e apresentadas na sequência. A peça tem duração de 60 a 90 minutos, variando em função das escolhas do dia.A cada rodada da apresentação, alternam os elementos oferecidos ao público para estimular sua escolha: leitura de pequenos trechos; apresentação das sinopses; exposição de objetos relacionados aos textos, sem que o público conheça sequer seus títulos. Será apresentado ao vivo pela plataforma Zoom até 31 de janeiro de 2021. Ingressos gratuitos no site da Sympla.

CASA FIAT DE CULTURA

  • Exposição Sagoma

Paisagens naturais e artificiais são retratadas e ressignificadas em obras pictóricas e instalações que prezam pela representação dos contornos das inspirações. A escolha do título da exposição, “SAGOMA”, de Henrique Detomi, reflete o significado da palavra italiana, “silhueta”, que, para o artista, reproduz de forma subjetiva e conceitual os lugares onde sua contemplação e sua observação inspiraram as peças produzidas. As obras revelam a visão do artista sobre a interação entre o homem e a natureza e a forma como ele ocupa os espaços, com foco no desenho natural da vegetação e relevo. A exposição poderá ser vista de 26 de janeiro a 15 de março em conteúdos que serão produzidos para redes sociais e YouTube, além de mediações virtuais. Haverá um bate papo ao vivo no dia 26, às 19h pelo YouTube

  • Encontros com o Patrimônio

Belo Horizonte: uma cidade, um ideal - a vocação mineira para a modernidade impressa nas ruas de BH. No dia 24 de janeiro, das 11h às 12h30, pelo Youtube. Em comemoração aos 300 anos de Minas, o Encontros com o Patrimônio retoma a tradição dos passeios pela cidade, mas agora em um percurso virtual. A história do estado, com sua característica empreendedora e a busca pelo futuro e pela modernidade, poderá ser percebida em algumas edificações. A jornada começa no Parque Municipal Américo Renné Giannetti, em frente ao Automóvel Clube, e segue pela Av. João Pinheiro, passando pelo Museu Mineiro e pelo Arquivo Público Mineiro até chegar na Praça da Liberdade e na Casa Fiat de Cultura, diante do painel “Civilização Mineira”, de Candido Portinari. Serão destacados alguns aspectos históricos das edificações selecionadas e, ao final, acontece um bate-papo com a historiadora e coordenadora do Programa Educativo da Casa Fiat de Cultura, Clarita Gonzaga. Inscrições gratuitas pela Sympla.

  • Dia do Quadrinho Nacional - Relançamento do e-book “Amor em Tempos Modernos”

30 de janeiro, pelo site da Casa Fiat de Cultura. Em comemoração ao Dia do Quadrinho Nacional, vamos compartilhar o e-book "Amor em Tempos Modernos", que foi produzido especialmente para a primeira exposição virtual da Casa Fiat de Cultura. Essa produção artística foi criada para celebrar algumas das coisas mais importantes da vida: as relações, os amores e os afetos. O e-book reúne as cinco HQs criadas especialmente para a Casa Fiat de Cultura pelas quadrinistas Carol Rossetti, Laura Athayde, Line Lemos, Lu Cafaggi e Rebeca Prado.

  • Minicurso de Aquarela

Acontece nos próximos dias 8, 15, 22 e 29 de janeiro, pelo canal do Youtube da Casa Fiat de Cultura, o Minicurso de Aquarela. Serão apresentadas as noções básicas dessa técnica de pintura, que é feita em camadas. Delicadeza, paciência e precisão são características importantes para se trabalhar com aquarelas. A técnica milenar permite que a transparência das cores seja preservada, construindo um diálogo com o branco do papel e surpreendendo pela mistura das tintas aguadas, que resultam em matizes e tons inusitados. Os vídeos serão disponibilizados sempre às 10h e ministrados pela professora Naira Duarte. Ele é voltado para iniciantes e não há necessidade de inscrições. 

 

CONFIRA AQUI OS PERFIS DAS REDES SOCIAIS DOS ESPAÇOS DA SECULT NO CIRCUITO LIBERDADE:

Centro de Arte Popular

Facebook: /centrodeartepopular e Instagram: @centrodeartepopular

Museu Mineiro

Facebook: /museumineiro.mg e Instagram: @museumineiro

Museu dos Militares Mineiros

Facebook: /museudosmilitaresmineiros e Instagram: @museudosmilitaresmineiros/

Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais

Facebook: /bibliotecapublicaestadualmg e Instagram: @bibliotecaestadualmg

0
0
0
s2smodern
powered by social2s