Conheça a história do prédio que abriga a futura sede da Casa do Patrimônio Cultural de MG

Encerrando as comemorações do Mês do Patrimônio, o conhecido prédio verde tem sua história contada nas redes sociais

Durante o mês de agosto, no contexto de celebração do patrimônio cultural, os equipamentos integrantes do Circuito Liberdade foram convidados pelo Iepha-MG a apresentar um breve histórico de suas edificações. Terminamos esse mês apresentando nossa sede, a Casa do Patrimônio Cultural de Minas Gerais.

A edificação, localizada na esquina de Rua Gonçalves Dias com Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, foi originalmente destinada à Secretaria da Agricultura, Comércio e Obras Públicas. O projeto inicial, de autoria do arquiteto José de Magalhães, desenvolveu-se sobre a orientação do ecletismo. O prédio também abrigou a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte até 1910. Com a saída da Agricultura, o prédio passou a sediar a Secretaria de Viação e Obras Públicas.

Predio Verde 2014

Alcunhado como Prédio Verde, o edifício abrigou até 2013 a sede administrativa do Iepha-MG. Acervo Iepha-MG, 2014

Em seu interior se destaca o forro artístico de Frederico Antônio Steckel, com anjos e figuras femininas, um grande afresco evocando o tema da Agricultura, e a imponente escada monumental em ferro importada da Bélgica. Entre os anos de 1929 e 1934, o prédio foi ampliado com a inclusão de dois andares.

O prédio já abrigou diferentes repartições públicas: foi sede da Copasa, Secretarias de Ciência e Tecnologia, Turismo, Comunicação Social e Transporte e Obras Públicas, o que o fez também ser denominado como Edifício Setop. Outra de suas denominações é dada justamente pela cor. Com a nova especificação de cores estabelecida em 1988, o prédio deixou de ser o “cinza chapado” passando a ser conhecido como o “Prédio Verde” da Praça da Liberdade. A edificação foi tombada pelo Iepha-MG, por meio do decreto estadual nº 18.531, em 2 de junho de 1977. Em 2020, o prédio passa a abrigar a Casa do Patrimônio de Minas Gerais, reunindo, além das atividades administrativas do Iepha-MG, biblioteca, ateliê de restauro aberto, espaço expositivo e espaços para salvaguarda do patrimônio cultural por meio de ações com coletivos de cultura e comunidades tradicionais.

Agradecemos a todos que acompanharam as comemorações do Mês do Patrimônio Cultural 2020!

#ARtesalva#iephamg#arte#cultura#patrimônio#patrimôniohistórico#arquitetura#patrimônicocultural#preservaçãohistórica

Fotos pós obras 2020

Nova sede da fututra Casa do Patrimônio Cultural de Minas Gerais está pronto para receber de volta o Iepha-MG. Foto: Acervo Iepha-MG

0
0
0
s2smodern
powered by social2s