Circuito Liberdade recebe mostra de Nello Nuno e Eliana Rangel

A Casa Fiat de Cultura recebe, até o dia 6 de maio, a exposição “Construções Afetivas: Nello Nuno e Eliana Rangel”. A mostra reúne, pela primeira vez, a obra destes dois irmãos, nascidos em Viçosa (MG), que se consagraram como grandes nomes do cenário artístico mineiro.  São mais de 80 obras, entre pinturas, vídeo e objetos em diálogo plástico-visual, que revelam as singularidades e afinidades entre os dois artistas. Além disso, os trabalhos marcam várias fases da produção de cada um e oferecem ao público a oportunidade de explorar seus caminhos e escolhas estéticas e técnicas. A entrada é gratuita.

A exposição envolveu mais de 30 colecionadores e conta com a curadoria dos artistas plásticos Márcio Sampaio e Nello Rangel, filho de Nello Nuno. Márcio desenvolve, há décadas, um trabalho de pesquisa, registro e análise crítica da obra de artistas em Minas Gerais. De acordo com ele, a exposição dá continuidade a esse trabalho. “Escolhi dois artistas sobre os quais já havia escrito vários textos críticos para catálogos de exposições passadas, das quais fui curador. A obra deles sempre me interessou muito, pela singularidade e originalidade técnica e temática”, explica. O trabalho de seleção, reunião das obras e montagem da exposição durou quase dois anos.

Eliana Rangel iniciou seu trabalho utilizando a cor mais seca e direta para compor figuras pelas quais revisitava a infância. Depois de muito tempo trabalhando com composições geométricas, com texturas ricas de colorido forte, interessou-se por uma construção mais complexa, projetando signos de culturas africanas e indígenas. Em seguida, passou a fazer construções mais puras. Nelas a geometria, como acontecera com Nello Nuno, serviram de pouso para figuras quase ocultas, chegando a criar obras de construção geométrica em que as cores foram tão reduzidas que chegaram ao branco no branco. Nessas composições as formas geométricas brancas, preenchidas por diferentes texturas, mudam de tonalidade pela luz e a cor ambiente. 




Já Nello Nuno fez da cor quase que um assunto, um tema de seus quadros. Os espaços de cor ora estão repletos de formas alusivas à realidade – às coisas simples que o rodeiam –, ora são campo de construção simples, mas ainda capaz de abrigar figuras poéticas vindas da memória da infância.

Segundo Márcio Sampaio, “em Nello, fazer arte é uma forma de brincar. É o prazer de pintar que rege sua criação, reinventar poeticamente o cotidiano. Já para Eliana, a pintura é, antes de tudo, uma forma de refletir os embates existenciais, a necessidade de conduzir as energias criativas para o campo da espiritualidade”.

Além das visitas mediadas à exposição, incluindo materiais de acessibilidade, o Programa Educativo da Casa Fiat de Cultura preparou duas atividades inspiradas na arte de Nello e Eliana: o Ateliê Aberto de Pintura Acrílica, a ser realizado durante todo o mês de março, aos sábados e domingos; e a Formação de Professores – Pintura e Paisagem na sala de aula, marcada para os dias 27, 28 e 29 de março. A participação é gratuita.

SERVIÇO

Exposição Construções Afetivas: Nello Nuno e Eliana Rangel na Casa Fiat de Cultura
Quando: 6 de março a 6 de maio de 2018
Terça a sexta, das 10h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h
Entrada gratuita

Programa Educativo

Ateliê Aberto de Pintura Acrílica

Março 2018 – sábados e domingos

10h às 11h30 – crianças de até 12 anos

14h às 17h30 – jovens e adultos

Participação gratuita

15 vagas, sem inscrição prévia


Formação de Professores – Pintura e Paisagem na sala de aula

27, 28 e 29 de março

19h às 21h

Participação gratuita


Inscrições de 20 a 23 de março no link: http://bit.ly/2p04Dws

Informações pelo telefone (31) 3289-8910

 

0
0
0
s2smodern
powered by social2s